Instituto Durmstrang
É necessário estar cadastrado para ver as informações contidas no forum. Lembre-se de usar nome e sobrenome se quiser ter a conta ativada, não ativaremos nomes comuns utilizados por Hacker. Exemplo: "Barum" "Hakye" e por ai vai. Bem vindos.

Nothing Hill

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Mensagem por Godric Gryffindor em Qua Ago 16, 2017 2:38 pm

NOTHING HILL


Notting Hill, em Londres, é uma área charmosa da cidade reconhecida principalmente pelo Notting Hill Carnival no feriado bancário de agosto e pelo mercado de Portobello Road, aberto aos sábados, a principal feira de rua de Londres.
Na Portobello Road, pode-se encontrar lojas de roupas, banquinhas com antiguidades, souvenires diversos, peças vintage, fachadas coloridas e muitos turistas.





Última edição por Godric Gryffindor em Dom Ago 20, 2017 3:17 pm, editado 1 vez(es)


"Bold Gryffindor, from wild moor."
Ver perfil do usuário
avatar
Administradores

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Niara A. Kijani Odion em Qui Ago 17, 2017 10:31 pm
Baby Steps
Walking with you, but rather run away from you
b e f o r e
- Niara, preciso falar com você, filha. - A intimação de minha mãe tinha me deixado a beira de um ataque de nervos desde o final de semana. Mal pude trabalhar durante o dia e cogitei inúmeras vezes aparecer mais cedo do que o avisado para matar logo a curiosidade, mas tinha a certeza que o máximo que conseguiria seriam quatorze crianças para cuidar e nem um pouco de paz.
Me esgueirei pela entrada minúscula da rua, com as mãos escondidas dentro do bolso do sobretudo, avistando o casebre ao fim da rua. Nahla o havia enfeitiçado para afastar os trouxas e qualquer um que olhasse para lá veria apenas uma casa totalmente queimada, desinteressante até mesmo para qualquer drogado, mas na realidade, ele não era tão mal assim. Digo, poderia ser pior. Fica a uma distância bem pequena do Beco Diagonal e é até um lugar bem limpinho, embora jamais seria confortável com tantas pessoas morando nele.
-Passa fora, bando de catarrento. - Afasto a criançada com um gesto. - MÃE, CHEGUEI! - Não tarda para que Nahla surja de um dos muitos corredores que, estranhamente, desembocavam na sala. A arquitetura do lugar parecia mais um ninho de ratos. Ela ajeita o turbante, sempre perfeitamente colocado, sobre a cabeça e percebo logo seu sinal claro de desconforto. Tenho o pressentimento de que não vou gostar nada, nada dessa conversa. 
Caminhamos até um dos quartos e ela fecha a porta atrás de nós. - Aalyah esteve aqui esses dias. - Logo reviro os olhos ao entender qual é o teor da conversa. Se ela pensou que poderia tentar fazer minha mãe, em meio ao seu luto, me convencer a voltar com ela, perderia pelo menos alguns dentes da boca.  - Disse que já tinha te visto, até me entregou o dinheiro que mandou... Mas também disse que não se acertaram. - Ela faz sinal para que eu me cale todas as mil vezes em que tentei me pronunciar neste meio tempo. - Cada uma de nós tem direito de fazer sua escolha quanto a ela, espero que você saiba disso. - Ela pigarreia e a encaro com uma sobrancelha arqueada. Ela não estava errada, mas eu não estava muito feliz com o rumo desta conversa. - Houve um tempo em que ela foi minha nora, minha aluna, mas pouco depois disso ela se tornou minha filha. Comeu do que nós comíamos, foi educada como eu eduquei vocês, foi amada como eu amei vocês e você sabe, Niara, que não importa o que vocês, meus filhos, façam, eu sempre vou perdoá-los e aceitá-los de volta. - Embora não ficasse muito surpresa com o que ela dizia, sentia-me um pouco incomodada. Talvez desejasse, bem no fundo, que ela tomasse minhas dores, mesmo sabendo que isso não era justo com ela. - Tá, Nahla, o que você quer desembuchar é que perdoou a Aalyah? Já esperava por isso, se é o que quer saber. - Retruco entre dentes e ela me olha torto, mas logo pigarreia e ajeita o turbante novamente. - Não. O que quero dizer é que eu a disse para voltar. Lugar de pintinho é debaixo das asas da galinha, minha filha. Vocês podem terminar e isso é um direito irrevogável que você tem. Eu sei bem o quão difícil foi pra você desmarcar aquele casamento e aceitar o que tinha acontecido, ou ao menos o que você pensou ter acontecido, mas ela sempre vai ser parte dessa família. 


a f t e r

Pouco depois da conversa com minha mãe na segunda-feira passada, descobri que a notícia que recebi tinha como piorar drasticamente. Aparentemente Aalyah não tinha onde se enfiar após ter deixado a casa do "pai" e moraria com minha mãe. O ponto chave desta informação é que poucas horas depois, ainda naquele dia, todos eles se mudaram para o meu apartamento, que estava, finalmente, pronto. 
Aalyah definitivamente precisava de um lugar para ficar. Depois de um longo dia de discussões e brigas, acabei cedendo a uma trégua e saímos para procurar uma casa, apartamento, hotel, barraca, um não-me-interessa-o-quê para ela ficar, porque definitivamente não será debaixo do mesmo teto que eu ou vamos acabar nos matando. 
Vimos mais lugares do que eu era capaz de saber que estavam disponíveis e nenhum deles agradou Aalyah. Não é preciso frisar que a esta altura meu humor já não é mais aquela maravilha
-Aalyah, não é possível que nenhum desses mil imóveis, nem "umzinho" deles tenha agradado essa sua frescura! Fique sabendo que se não arrumar um lugar pra ficar, vai dormir no banheiro. 
Não bastassem nossas inúmeras brigas, estava cada vez mais difícil acomodar tanta gente em um mesmo lugar e percebo que minha ameaça não tinha tanto efeito assim, já que ela já não dormiria no lugar mais confortável do mundo de qualquer jeito. Observo um sorrisinho irônico se formando nos lábios dela. -Estou falando sério. - Na verdade eu não estava, não teria essa coragem, o que não quer dizer que eu vá ser tão boazinha assim. Se ela acha que vai dormir na minha cama, é bom saber com antecedência que o mais perto disso que vai chegar é um colchão no chão. Isso se eu colocar um.



n i a r a v e s t e

Localização : Londres

Ver perfil do usuário
avatar
Bruxos Maiores de Idade

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Aalyah M. Kantayeni Odion em Qui Ago 17, 2017 11:51 pm

New Life
Tell me that you love me


A
ntes...

Sai por volta das sete da manhã do hotel aquele dia, após tomar café da manhã e aparatei em Londres. Peguei um táxi até o Centro de Londres, perto de onde supostamente os Odion estariam morando. Olhe mil vezes a anotação no papel colorido que Niara havia me dado. Eu estava na rua e avenida correta, mas onde estava a porra da casa? Praguejei minha ex um monte, ela só poderia ter me dado o endereço errado. Me sento na calçada, bufando de raiva e com frio. Se tem uma coisa que me deixa brava é esse maldito. A rua anda estava pouco movimentada, apenas alguns comércios abertos. Analiso mais uma vez o lugar de fora a fora e algo me parece fora do lugar: Uma casa tosca no final na rua. Sigo até o local e chamo por mãe Nhala. A mesma me puxa para dentro da barreira tão rápido quanto um lampejo.

Nosso reencontro foi mais intenso do que eu poderia pensar. Entreguei o envelope que Niara havia pedido, dei notícias, contei o que havia acontecido comigo e entre Ni e eu. Ela me contou o que acontecera, como iam as coisas. Tia Meeca fez o chá que eu mais gostava e brinquei o dia todo com as crianças e Barney, meu velho.  Ao final do dia, após o jantar, me despedi de todos. Nhala é a mulher mais sábia que já conheci na vida. Pediu para que eu me sentasse no sofá, enquanto ela se sentava em uma poltrona.

-Aalyah, minha querida, eu te conheço desde que era muito pequena e seria tolice de minha parte te deixar sair desta casa, humilde, muito distinta da que vivíamos, mas é um lar. -Ela pigarreia antes de continuar. -Eu te escolhi como minha filha e as mães conhecem suas crias. Jamais te julgaria por suas escolhas, você teve seus motivos, mas eu sei, minha filha, que você não tem para onde ir e mesmo que tivesse, eu não deixaria. Lugar de pintinho e junto da galinha e não do galo.-A encaro tentando falar alguma coisa mas sou interrompida prontamente.- Não quero ouvir uma objeção, porque você sabe que eu estou certa, então, vá contar a novidade as crianças e não se preocupe, com Niara eu me entendo! Bem vinda de volta!

Depois...

Andamos muito naquela tarde, que saudade do meu skate. Eu estava usando as roupas de Niara, o que era bizarro demais! Havíamos nos mudado para o apartamento de Niara que havia ficado pronto e as minhas roupas se perderam na mudança e não faço a mínima ideia de como. A calça emprestada estava entrando nas minhas nádegas a cada passo que eu dava e me dando nos nervos!

-Não, Niara, eu não gostei de nada que vi! Tudo muito, sei lá!Esse lugar é muito...sei lá também! As pessoas são estranhas, deve ser isso, todo mundo é estranho demais!-

Dei a desculpa mas esfarrapada do mundo. Eu não queria abusar e ficar no apartamento da família dela, lotado, mas eu não tinha mas dinheiro. Havia gastado o último tostão ajudando a melhorar a casa antiga e comprando suplementos e o pouco que eu havia guardado, dei para mãe Nhala pagar um remédio de emergência para um das crianças, e meu pai havia tirado toda a minha poupança e eu não poderia criar um cofre tão logo.

-Eu durmo no banheiro, só forrar a banheira! -Dei uma risada maliciosa.-- Mas sério, podemos andar um pouco mais para ver se achamos algo que me agrade? Pode ser em um bairro beeeem menos luxuoso que esse? Me ajudaria muito no processo.-Retirei a calça das nádegas pela milésima vez, rezando para que alguém encontrasse minha mochila com minhas roupas.

Aalyah Veste





# NIARA... HOME... LONDON

JUST BE STRONG.


Aalyah Dulane Makini Kantayeni Odion
I'M BRINGIN' SEXY BACK!
Idade : 26

Localização : London

Ver perfil do usuário
avatar
Bruxos Maiores de Idade

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Niara A. Kijani Odion em Sex Ago 18, 2017 12:24 am
Baby Steps
Walking with you, but rather run away from you
n o t h i n g  h i l l
Aalyah parecia bem incomodada com minhas roupas e não posso mentir que rolava de rir por dentro cada vez que ela tentava evitar que entrassem entre suas nádegas. Diante de toda a conturbação na família agora e o sentimento de luto que permeia nossos sentimentos atualmente, um pouco de comicidade era tudo o que eu precisava e ela tinha que servir para alguma coisa. 
-Não se escolhe um lugar pelas pessoas, eu espero que você saiba. Além do mais, é um ótimo bairro. É seguro, discreto, bonito. Longe o suficiente pra você não seguir meu rastro o dia todo, mas perto o suficiente para você poder visitar Nahla e a pirralhada. 
Ela não gostou da minha resposta, mas é fato. Ainda estou irritada o bastante com o episódio do hotel para a querer bem longe de mim, até porque sua presença mexeu mais do que eu gostaria com meus sentimentos. Eu me recuso a cair nessa conversa depois de tudo o que aconteceu, mas também não tenho a coragem de deixá-la por conta, mesmo sabendo que ela ganha bem o suficiente para viver bem. 
-Até podemos, desde que façamos uma pausa pro lanche. Estou mor-ren-do de fome! E convenhamos que estamos bem posicionadas estrategicamente, deve ter alguma coisa em Nothing Hill.
Aponto para a entrada da rua à minha direita. Paro para pensar um pouco sobre o que Aalyah disse e a viro de frente pra mim, encarando-a com a sobrancelha arqueada.
-Aalyah, você nunca foi do tipo "não gosto de luxo". Nunca fez o tipo madame também, mas não me vem com essa que não me engana. Se o problema é o preço, é melhor saber de antemão que posso pagar, até porque sou eu quem está te tocando pra fora sem aviso prévio. E nem é um bairro tão caro assim, está bem longe de ser o "bairro dos ricos e milionários". Lembre-se que você está na Europa e não nos cafundós do Benin. Agora continua calada, porque pouco me importa o que tem pra dizer. Vamos comer. 
Comer deveria ser um emprego. Sou capaz de jurar que é minha atividade favorita. 

n i a r a v e s t e

Localização : Londres

Ver perfil do usuário
avatar
Bruxos Maiores de Idade

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Aalyah M. Kantayeni Odion em Sex Ago 18, 2017 12:53 am

New Life
Tell me that you love me


E
u gostaria muito de ficar ao lado de Niara. Ela é como algum tipo de entorpecente que vicia e você sente uma abstinência maluca quando está longe. Eu senti muita, foi enlouquecedor. Mas o que fiz não foi algo leviano, que se esquece ou se perdoa do dia para a noite e piora se sua ex noiva é Niara Akili Kijani Odion. Porém, cada vez que ela fala sobre o assunto, me tremo por dentro. Eu tenho esperanças de que um dia ela pelo menos me perdoe, mesmo que eu não a tenha de volta. Se pelo menos pudermos ser amigas e pudermos ter conversas civilizadas, está ótimo, me sentiria melhor, mais ainda agora com todo o luto que ronda aquele apartamento. É difícil conseguir sorrisos até mesmo das crianças. Mãe Nhala e Tia Meeca se fazem de fortes em tempo integral, mas é apenas para dar forças aos demais, inclusive a Niara que não ainda nada bem, mesmo negando veemente.

- Niara, eu não vou ficar na tua cola, pode ficar tranquila. Pode me mandar para o quinto dos infernos, tô de boa! Vocês precisam de espaço, tranquilidade, sanidade, que eu pareço não ter, discrição, outra coisa que eu nunca fui, um poço de discrição e várias outras coisinhas que não cabem a mim. Dou um jeito com as visitas. Fica de leve, sério, Você tem Londres inteira para você. - Abri os braços, sorri irônica, logo, apanhei um cigarro do bolso e continuo andando enquanto a ouço sua resposta quanto a comer, cara, como ela anda não comeu um dragão? Por que eu nunca deixei?.

- Quanta frescura para um lugar só! -Olho para os estabelecimentos .- Fala sério, eu não vou tomar esse tal chá das cinco. Se quiser é pizza! Isso porque aqui não é um lugar fru-fru!-

Não espero a resposta dela quando escuto a pérola e ela se vira para mim, "EU VOU PAGAR". Pare aí minha fia.-Reviro os olhos e maneio com a cabeça -Para por aí. Eu escolhi ficar aqui, por que é seguro para sua família, pois eu posso ajudar, porque Mãe Nhala me pediu e é minha família também! Agora vir com esse mi-mi-mi de pagamento, esquece. No Beco Digonal e na Travessa tem umas pensões que eu posso pagar. Não me irrita com essa história de pagamento, você sabe que isso me irrita muito.Eu me viro, pô, eu dou um jeito. -Desconverso-- E agora vem que eu também estou com fome. - Dei as costas e esperei ela me seguir



Aalyah Veste






# NIARA... HOME... LONDON

JUST BE STRONG.


Aalyah Dulane Makini Kantayeni Odion
I'M BRINGIN' SEXY BACK!
Idade : 26

Localização : London

Ver perfil do usuário
avatar
Bruxos Maiores de Idade

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Niara A. Kijani Odion em Sex Ago 18, 2017 12:31 pm
Baby Steps
Walking with you, but rather run away from you
n o t h i n g  h i l l
-Você tem Londres inteira pra você! - Escuto essa resposta com uma careta se formando. Quando é que Aalyah virou esta sentimental? Acho que perdi mais do que imagino... Enfim, estava cansada de brigar e discutir sobre coisas que não levariam a lugar nenhum, então deixei o assunto morrer ali.
Sou obrigada a gargalhar diante da ideia de Aalyah de que eu tomaria chá da tarde. Pelos céus, é muito pra minha pessoa, até porque este rolê cultural eu já dei e não foi nem de perto meu favorito. 
-E eu tenho cara de chá da tarde, Aalyah? Pizza é uma boa, mas eu duvido que tenha uma pizzaria por aqui. É mais um local de compras...
Nothing Hill era uma rua completamente comercial e certamente não haveria nenhuma pizzaria, mas pode ser que tenha pizza em alguma lanchonete. As pessoas aqui são tão estranhas que comem esse negócio até de manhã... 
Quando eu penso que realmente paramos pra uma trégua, ela me vem ficar revoltada porque me ofereci para pagar uma porcaria de aluguel. Um dia eu vou entender para quê tanta marra em um único ser humano, é de dar nos nervos. Puxei ela de volta pelo cotovelo. 
-Aalyah, olha bem pra mim, mas olhe muito bem. Eu não te perdoei, de verdade, mas eu também estou cansada de brigar, ok? A gente passou o dia nessa briga sem fim e eu estou cansada! Eu não vou te mandar para a p* que pariu, embora a ideia me agrade, e também não vou te deixar ir parar naquela espelunca pra Nahla choramingar no pé da minha orelha o dia inteiro e me fazer ficar culpada, então decida entre um apartamento ou eu vou escolher um e pagar. E "ai" de você se não morar nele! 
Ela estava pronta para retrucar quando fiz um sinal para ela se calar, tal qual minha mãe fazia. Uma parte de mim não queria permitir que ela se enfiasse em qualquer lugar, porque isso geraria um tumulto em uma escala Odion. Com certeza me fariam sentir que era a pessoa mais amarga do universo e, pode não parecer, mas isso pouco me agrada. 
-Olha, eu te faço uma proposta então. Eu sei muito bem quanto você ganha e nós duas sabemos que você consegue sim se manter em um bom bairro, mas eu também imagino que seu último salário virou pó por aí por qualquer motivo, o que não faz muito sentido, aliás. Então encare como um empréstimo, um presente, como quiser. Eu quero te destruir com as mãos, mas eu tenho senso, então tenha dó da minha consciência. Escolha um lugar que te agrade e sossegue por um tempo, até minha mãe arrumar um lugar pra todo mundo e você vai com eles feliz feito uma gazela, uhn? E guarda esses peitos, por favor.
Minha blusa estava justa demais no corpo dela, fazendo os seios de Aalyah saltarem pra fora com movimentos exagerados. A deixei para trás, perplexa com a situação, e segui caminhando. 
-Vai ficar pra trás... Não reclame se já tiver comido tudo quando chegar!



n i a r a v e s t e

Localização : Londres

Ver perfil do usuário
avatar
Bruxos Maiores de Idade

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Aalyah M. Kantayeni Odion em Sex Ago 18, 2017 1:07 pm

New Life
Tell me that you love me


C
om a mais absoluta certeza, eu não ia pegar o dinheiro de Niara, nem que fosse um empréstimo. Nunca o fiz e não era agora que ia fazer. Nem fudendo aquilo aconteceria.

Arrumei o caralho do meu peito que resolveu ficar com o mamilo livre como um elfo e sair voando daquele protótipo de blusa, retirei mais uma vez a calça das minhas nádegas, acendi outro cigarro com a ponta do dedo indicador (habilidade), olhei para trás, avistei um banco e ali me sentei. Vi Niara se afastar cada vez mais. Eu também estava farta de brigas, farta de mim, farta da vida. Mirei quando ela percebeu que eu não estava ao seu lado e veio bufando ao meu encontro, com os olhos em brasa, parecendo a encarnação do Belzebu, nada fora do normal.

-Senta aí, antes de me estrangular, por favor?! -Falei com um tom de voz suave  enquanto soltava a fumaça da nicotina no ar. Ela, por um milagre de Merlim, sentou com a cara azeda e murmurando.- Não tem acordo, beleza?! E antes que fale aluma coisa, me escuta, por fa-vor. - Pus o meu dedo indicador em seus lábios para eu conseguir prosseguir.- Niara, eu não posso aceitar o seu dinheiro, simplesmente não posso, não é tão fácil. Nós sabemos que eu sou ótima em estragar as coisas, certo? Eu nasci, eu era a promessa de ser A GAROTA DO PAPAI, a sonhada, a desejada e eu estraguei isso, olha para mim! Eu quase acabei com a família feliz em que eu fazia parte, a de sangue. Eu sempre tive que ser corrigida ou punida por coisas erradas que eu cometia. Eu errei tanto que fui abusada e torturada pelo meu irmão e seus amigos a mando de meu pai. Eu amava minha família, sabe? Amava mesmo, mas eles não me amavam de volta. -Encaro o céu e trago mais nicotina.- As vezes eu acho que tudo é castigo. E sabe o que é pior? Eu acertei uma vez! Incrível, né? Mas eu consegui estragar o meu único acerto: VOCÊ, Niara. Eu te amo, sabe? Eu te amo muito! Eu tenho sofrido desde que sai da sua casa. Meu último salário serviu para te buscar, ajudar na casa de Mãe Nhala em várias coisinhas e foi o melhor investimento que eu fiz na vida, pelo menos eu te vi, te ouvi...senti seu cheiro revi toda a minha família de verdade novamente e eles me perdoaram. Não rola um empréstimo, não, seria sacanagem demais e além do mais, nunca fiz isso. -Volto-me para ela, olhando-a nos olhos.- Já me virei bem nas ruas, você sabe. Logo, logo sai o meu pagamento e eu arrumo um canto, prometo que aviso onde estou e prometo ficar distante de você. Agora, se puder não brigar, porque, eu juro que fui o mais sincera que eu pude,vamos comer uma pizza antes de seguirmos nossos caminhos? Eu pago com o último tostão que ainda me resta e minha dignidade também! - A olhei com um olhar triste, Niara o conhecia bem.



Aalyah Veste






# NIARA... HOME... LONDON

JUST BE STRONG.


Última edição por Aalyah M. Kantayeni Odion em Sex Ago 18, 2017 3:14 pm, editado 1 vez(es)


Aalyah Dulane Makini Kantayeni Odion
I'M BRINGIN' SEXY BACK!
Idade : 26

Localização : London

Ver perfil do usuário
avatar
Bruxos Maiores de Idade

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Niara A. Kijani Odion em Sex Ago 18, 2017 2:44 pm
Baby Steps
Walking with you, but rather run away from you
n o t h i n g  h i l l
Ando alguns bons metros até perceber que Aalyah parou para fumar, sem falar nada. Tão típico dela que deveria ter previsto. Volto nem um pouco pacífica ao seu encontro, mas acato seu pedido. - Não tem acordo! E antes que fale aluma coisa, me escuta, por favor.- Como assim não tem acordo? Mas que coisa ridícula! Não custa absolutamente nada aceitar uma ajuda de vez em quando e ela deveria aprender isso. Pelo amor dos deuses! -Aaly...- Ela me interrompe, desembestando a falar em seguida. "Eu estrago tudo, eu sei me virar, blábláblá..." Conversa típica de Aalyah. Embora soubesse que era difícil para ela superar o sentimento de culpa por não atender todas as exigências de sua família biológica, já estava se tornando maçante escutar seu drama sobre ser rejeitada por eles. Especialmente porque ela jamais esteve desamparada. Nahla cuidou de Aalyah como se fosse sua filha desde o primeiro dia. Lembro-me bem de voltarmos no meio das férias ao colégio só para buscá-la.
Ainda a conheço. Aquele olhar era tudo o que eu não precisava ver. Se existe de fato uma situação real em que alguém poderia "quebrar o coração" de alguém, isso aconteceu agora. Pego o cigarro da mão dela e dou uma tragada. Permaneço em silêncio por um tempo. O pior de ser uma pessoa rancorosa é que perdoar não é nada fácil e eu realmente queria ser mais tranquila nesse aspecto. Eu consigo sentir que parece haver verdade em tudo o que ela fala, embora haja também uma infindável falta de atitude. Estivemos juntas desde a adolescência, sei quando ela mente pra mim, mas não sei se algum dia serei capaz de perdoar o fato de que não signifiquei o suficiente pra ela a ponto de merecer, no mínimo, explicações. 
-Você sabe que isso mata, né? Não devia ficar consumindo essas porcarias... - Brinco, tentando mudar o humor da conversa. - Ai, Aalyah... Faz o seguinte, você fica lá em casa então, por uns dias, até sair a porcaria do seu salário. E se reclamar disso também eu é que vou tomar chá de sumiço, porque haja paciência! Eu prometo tentar ser amigável. - Ergo as mãos, balançando uma bandeira branca simbólica. -E pega outro porque não vou te devolver esse. - Retruco, dando outra tragada no cigarro enquanto me levanto.  - Vai, criatura! Levanta que eu quero comer! Quer me matar de fome por acaso?!


n i a r a v e s t e

Localização : Londres

Ver perfil do usuário
avatar
Bruxos Maiores de Idade

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Aalyah M. Kantayeni Odion em Sex Ago 18, 2017 3:39 pm

New Life
Tell me that you love me


S
ei que posso ser repetitiva às vezes, mas minha vida é uma merda e eu ainda consigo deixá-la pior. Sou um escoro e tenho vontade de sumir a maior parte do tempo.

Me levantei lentamente daquele banco. Ficar alguns poucos dias na casa de Niara era a melhor opção, pelo menos eu achava que sim. Eu não abusaria da boa vontade dela e de Mã Nhala, custearia minha comida fazendo bicos, não ficaria torrando o saco dela mas saberia que ela estaria ali, perto de mim, segura, tal qual a família inteira.

- Tudo bem, mas eu pago a estadia assim que meu pagamento sair e fim de papo. E você não cansar de pegar os meus cigarros não? - Exprimi um sorriso de leve e já apanhava outro no bolso. Sim, eu preciso diminuir a dose de tabaco diária, eu sei. --E que diferença faz? Uma porcaria a mais ou a menos não vai fazer diferença dentre as outras que você já comemos.

Caminhamos a maior parte do tempo em silêncio, eu claramente não estava tão bem depois daquele desabafo. Niara tentava amenizar o clima pesado por diversas vezes, mas eu respondia sempre com um 'sim', 'não', 'é', 'verdade'... Avistamos uma varanda bonita  convidativa com o letreiro Pizzanianto e sabíamos que era ali que iríamos comer, afinal, era o único estabelecimento comercial em meio as casas, o que não a fazia deixar de ser uma também. O local era fresco e agradável. Sentamos em uma mesa perto da janela e pedimos o de sempre: metade marguerita, metade chocolate com morangos. É, certas coisas nunca mudam! Começo a rir repentinamente de uma memória e não consigo parar. Niara, curiosa como era, insiste para que eu contasse o que era até que eu cedo.

-Lembra quando noivamos e haviam tantos, tantos convidados que você ficou com medo da comida acabar antes de terminar de cumprimentar os convidados e me fez esconder três caixas de pizza embaixo da mesa principal que estava toda adornada? Eu lembro que aproveitei e escondi muita bebida também e ninguém percebeu. -Começamos a rir ambas. Seguro sua mão por impulso e ela não me a afasta. - Eu voltei a falar com as pessoas com a maior cara lavada. Daí no final da festa, nos pegamos nosso contrabando e fomos comer e beber na varanda e ficamos tão, tão bêbadas naquela noite que amanhecemos no gramado, nem lembro quem nos acordou, mas estava um sol de matar. Bons tempos, Ni.- Ela ainda relembra outras coisas até percebemos sobre o que estávamos falando e soltamos as mãos no mesmo instante. Não posso negar que gostei de esquecer do presente por um instante. O silêncio reinou outra vez, até a pizza chegar. -Eu te sirvo. -Coloco dois pedaços de pizza de marguerita em seu prato e um de chocolate com morangos no meu. -Faz favor de me deixar pelo menos uma fatia de sal, senhorita dragão, você come tudo que pode e não pode!E falo sério! -Coloco o indicador no queixo, pensativa. -E aí, vai me contar o que está rolando de verdade com você ou vai continuar assim? E uma coisa que eu estou me perguntando desde que saímos de casa, por que você você me deu logo  essa roupa para vestir? Eu estou ridícula!- Pego um guardanapo e minha pizza. Comer pizza de garfo e faca é muita frescura.



Aalyah Veste






# NIARA... HOME... LONDON

JUST BE STRONG.


Aalyah Dulane Makini Kantayeni Odion
I'M BRINGIN' SEXY BACK!
Idade : 26

Localização : London

Ver perfil do usuário
avatar
Bruxos Maiores de Idade

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Niara A. Kijani Odion em Sex Ago 18, 2017 7:48 pm
Baby Steps
Walking with you, but rather run away from you
n o t h i n g  h i l l
-Eu tenho uma ideia melhor de pagamento pra você, na verdade. Você fica lá em casa e me faz um favor em troca, mas depois falamos disso. Se eu não comer alguma coisa nos próximos vinte minutos vou cair morta nesse chão. E porquê gastar os meus se os seus estão dando sopa por aí? - Caminhamos em um clima meio estranho até um restaurante/pizzaria cujo nome era bem bizarro, para ser honesta. Apesar do nome horrível, o cheiro de pizza era maravilhoso e meus olhos brilharam assim que avistei um garçom passar com um pedido. Puxei Aalyah porta a dentro e sentei na primeira mesa que vi, fazendo sinal pro garçom. Pedimos as pizzas de sempre, o que era estranhamente confortável e desagradável ao mesmo tempo. Quase pedi quatro queijos pra contrariar, mas eu realmente queria aquela pizza de marguerita e não estava muito disposta a abrir mão.
Aalyah começa a rir feito uma louca e não consigo conter a curiosidade. Ela fazia sinal para que eu ignorasse, mas era impossível diante da cena, já estava rindo sem sequer saber o que estava acontecendo. 
-Lembra quando noivamos e haviam tantos, tantos convidados que você ficou com medo da comida acabar antes de terminar de cumprimentar os convidados e me fez esconder três caixas de pizza embaixo da mesa principal que estava toda adornada? Daí no final da festa, nos pegamos nosso contrabando e fomos comer e beber na varanda e ficamos tão bêbadas naquela noite que amanhecemos no gramado, nem lembro quem nos acordou, mas estava um sol de matar. Bons tempos, Ni...
Foi impossível não começar a rir tão descontroladamente quanto ela estava até então. Foi uma noite pra se envergonhar, mas também uma das noites mais divertidas que tivemos, embora tivesse sido um castigo infeliz limpar toda aquela sujeira no dia seguinte.
-Meu Deus, que vergonha de mim, sério! A gente ficou tão chapada! Ficamos todas queimadas de sol, você parecia um camarão! Tinha grama no meu cabelo quando acordamos e meio vidro de catchup nas suas roupas, precisei de meio pote de sabão pra lavar aquela porcaria! -Em que momento nossas mãos se juntaram? E por que diabos estamos falando do nosso noivado? Paro de rir abruptamente e puxo minha mão de volta, escondendo-a no colo, sob a bolsa. Aalyah parece ter percebido o mesmo e um longo período de constrangimento se senta à mesa enquanto nenhuma de nós ousa abrir a boca de novo. 
A pizza chega quebrando nosso silêncio e ela me serve dois pedaços de pizza, servindo um para si mesma. 
-Preciso deixar claro que me sinto ofendida por essa alegação, ok? Eu sou uma lady.  
Ela me questiona sobre o que está acontecendo e penso por alguns segundos. Dou uma mordida generosa na fatia e deixo meu pescoço pender para trás em jubilo. 
-O nome é péssimo, ridículo, mais cafona impossível, mas p* merda, que delícia! 
Vejo um olhar de repreensão no ar e reviro os olhos, sabendo que ela não me deixará ignorar a pergunta mesmo que eu queira muito.
-Tá, tá bom... Pra começo de conversa, é uma roupa muito bonita, só não quer dizer que é adequada pra você. Deve ser, no mínimo, um número menor que o seu corpo. Pense positivo, mostra suas curvas. Quem sabe não arruma um boy magia com ela? - Não posso conter a risada. Ela já sabia que foi tudo de propósito. - Desculpa, vai. Está engraçado e é mais fácil de limpar do que bomba de bosta...  - Respiro fundo entre uma mordida e outra antes de começar a explicar. - Tem a ver com a história dos tios e Alika. Pequenos detalhes que talvez pudessem ter feito toda a diferença. - Ela parece entender muito pouco do que eu disse e pouco me importa, na verdade. Queria a enrolar até que ela mudasse de assunto. - Mas estou fazendo o que posso, tipo uma investigação extra-oficial. - Murmuro a última frase de maneira quase inteligível. 
Estava no fim dos últimos pedaços, então pego mais dois de chocolate e ponho no prato. - Corta essa de "você não pode, mimimi". Tá sem moral pra isso, gracinha... 

n i a r a v e s t e

Localização : Londres

Ver perfil do usuário
avatar
Bruxos Maiores de Idade

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Aalyah M. Kantayeni Odion em Sex Ago 18, 2017 10:55 pm

New Life
Tell me that you love me


-P
rá começo de conversa, é uma roupa muito bonita, só não quer dizer que é adequada pra você. Deve ser, no mínimo, um número menor que o seu corpo. Pense positivo, mostra suas curvas. Quem sabe não arruma um boy magia com ela? - Me limitei a lhe mostrar o dedo do meio e um sorrisinho. Que porra de boy magia? Está loucona?E em que raios do mundo alguém iria arrumar alguém com essa roupa, ela só não entrava dentro da minha alma porque não havia encontrava uma maneira, sem falar nos seios....pelo amor! Escuto ela falando tudo o que estava acontecendo atentamente e consigo ligar alguns pouquíssimos pontos, ela estava me escondendo alguma coisa, definitivamente. Dou uma mordida em minha única fatia de pizza, pois mais uma vez, Niara havia comido todas as fatias, como sempre.

-Que tipo de investigação, posso saber? - Falo de boca cheia. -Não adianta murmurar, eu escuto até o que não devo escutar, esqueceu?- Limpo a boca com um guardanapo. -Posso ajudar em alguma coisa? Como eu sumi, isso deve servir pelo menos para alguma coisa. -Dou de ombros. -Não acredito que os putos lá de cima me deixariam fora dessa. -Termino a pizza querendo mais, mas a grana não iria dar. -'Mimimi' mais ou menos,né? Não sei se você percebeu mas eu só comi um pedaço de pizza, dragonight! Cadê a lady? -Faço um gesto de como se estivesse lixando minhas unhas. -E não esqueci essa história de te pagar de outra maneira a minha estadia. Favores sexuais usando essa roupinha ou vai me emprestar uma mais ''secsi''? -Dou uma risada.- Parei.- Olho para o horizonte, o sol está se pondo de maneira diferente a que eu estava acostumada a ver, era lindo. -Caralho! Vem!- Chamo Niara e logo a arrasto pela mão até o fim da varanda, me debruçando no parapente. -Que pôr-do-sol lindo! Tão diferente de Benin, de quando subíamos a colina para vê-lo quase já noite. O céu aqui fica rosado, e ainda é cedo. Engraçado isso. Nunca havia notado. -As minhas idas e vindas até Londres eram ou rápidas ou corridas que eu não tinha tempo para nada.




Aalyah Veste






# NIARA... HOME... LONDON

JUST BE STRONG.


Aalyah Dulane Makini Kantayeni Odion
I'M BRINGIN' SEXY BACK!
Idade : 26

Localização : London

Ver perfil do usuário
avatar
Bruxos Maiores de Idade

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Niara A. Kijani Odion em Sab Ago 19, 2017 12:03 am
Baby Steps
Walking with you, but rather run away from you
n o t h i n g  h i l l
-Mais sexy do que isso? Já está praticamente nua, senhora! - Sorrio irônica, tentando não me incomodar pelo rumo que essa conversa poderia tomar. - Como eu disse, você me deve um favor e isso é tudo o que será da sua conta. Fique tranquila que não vou te pedir nada que já não esteja morto. - Aalyah arregala os olhos por alguns segundos e deixo escapar uma sonora gargalhada, mas o ponto é que, no fundo, não estava mentindo. Encaro os pratos vazios e suspiro, ainda tinha fome, mas duvidava que Aalyah teria dinheiro suficiente para bancar minha fome e estava pouco disposta a entrar no mérito de quem iria pagar outra vez. Ela tinha, desde muito jovem, o péssimo hábito de achar que precisava estar no controle de tudo como se isso lhe compensasse por alguma outra coisa e tínhamos discussões regulares sobre o problema.  
- Bem aqui na sua frente, minha querida, bem na sua frente. Contudo, sou uma lady faminta. - Rebato sua pergunta com sarcasmo na voz e ela parece achar graça. - Ladys também sentem fome, sua ogra. - Mal consigo entender o que está acontecendo quando, subitamente, me vejo na varanda do restaurante.
O lugar dava vista para o resto da cidade, mas também para um lindo pôr-do-sol que nunca fui muito boa em admirar. Aalyah tendia a ser um pouco mais "conectada à natureza" do que eu e, enquanto ela se encantava com esses pequenos detalhes, eu precisava de algum tempo para entender do que estava falando. - Pôr-do-sol, Aalyah? Mas é cada coisa... - Até podia entender do que se tratava a diferença que Aalyah falava, mas sentíamos o mundo em sintonias bem diferentes às vezes. Contudo, a brisa estava agradável, na medida do possível para Londres, e o clima entre nós duas pacífico como poucas vezes desde que ela voltou. - Segunda rodada por minha conta? - Aalyah parece prestes a recusar quando lanço mão da minha melhor arma contra ela. Talvez ainda funcionasse... Faço cara de coitada e uno as mãos à frente do corpo. - Por favor? Competição de quem come mais em menos tempo? - Ela me dá um sorriso torto, mas ainda é um sorriso. Faço sinal para o garçom e peço mais duas pizzas, ambas com os mesmos sabores de antes, e volto minha atenção pra ela outra vez. 



n i a r a v e s t e

Localização : Londres

Ver perfil do usuário
avatar
Bruxos Maiores de Idade

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Aalyah M. Kantayeni Odion em Sab Ago 19, 2017 10:09 pm

New Life
Tell me that you love me


N
iara às vezes me assusta. Ela pode ser tão misteriosa e ao mesmo tempo tão previsível que é uma mulher difícil de se lidar. Eu tinha uma dívida e agora iria pagar e me soava qualquer coisa ilegal.

-Sim, o pôr-do-sol, por que não? -A olhei de lado.- Sei que as nossas vibes nesse aspectos são diferentes, mas pequenas coisinhas fazem a diferença. Sei que antes subíamos aquela colina para beber e tals mas sempre prestei atenção em tudo o que se passava e as memórias continuam vivas aqui. -Aponto para a minha cabeça com o indicador, Niara parece ponderar o que digo.-Hoje, mais do que nunca, eu dou valor a coisas insignificantes, como estar vendo esse por do sol estranhamente bonito, compartilhando isso com você, aqui, nessa varanda de um restaurante e pizzaria de nome estranho para caralho e vestindo essa roupa escrota pois eu não sei o que vai acontecer amanhã ou daqui a um minuto, mas passei um momento bem feliz. -Volto a olhar para o céu em silêncio.

- Segunda rodada por minha conta? - Fecho os olhos com aquilo. MERDA! Retiro o meu boné e abro a aba para ver quanto de grana eu tinha. De fato, só daria para a primeira pizza. Quem sabe, por um milagre, ainda tivesse limite naquele cartão! Niara joga sujo fazendo cara de coitada e sabia que eu não ia resistir. Soltei um meio sorriso e dei com os ombros, contrariada. -Competição? Acha mesmo que tenho chances? -Maneio a cabeça.- O céu começa a escurecer e as luzes iluminam a cidade. -Se fosse tudo diferente, como e onde acha que estaríamos hoje?- Soltei a pergunta que estava entalada há dias.



Aalyah Veste






# NIARA... HOME... LONDON

JUST BE STRONG.


Aalyah Dulane Makini Kantayeni Odion
I'M BRINGIN' SEXY BACK!
Idade : 26

Localização : London

Ver perfil do usuário
avatar
Bruxos Maiores de Idade

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Niara A. Kijani Odion em Dom Ago 20, 2017 12:12 am
Baby Steps
Walking with you, but rather run away from you
n o t h i n g  h i l l
- Bom, você tem seis pedaços de pizza de vantagem... - Brinco, dando-lhe uma risada rouca ao me recostar outra vez no batente. Observo a paisagem à nossa frente, tentando não me sentir estranha pela diferença tão notória com minha terra natal. Embora estivesse várias vezes fora do país, fosse em viagens ou a trabalho, a perspectiva pela qual olhava para as coisas agora não era a de uma turista, mas de uma moradora. 
Me entalo com meus próprios pensamentos ao ouvir a pergunta de Aalyah e pigarreio para despistar. - Tudo? - Pergunto de maneira retórica. Se tudo tivesse sido diferente, teríamos voltado de lua de mel a poucos meses, estaríamos em casa e jamais precisaria carregar a culpa de duas mortes e um desaparecimento nas costas. - Maison. - Respondo, com a voz rouca pela emoção e o francês carregado do Benin, tão diferente e ao mesmo tempo tão próximo da pronúncia parisiense. Costumávamos nos dividir frequentemente entre dialetos locais variados e o francês trazido ainda no período da colonização. Para mim, carregá-los comigo é como manter viva a chama da minha cultura e do meu povo.  
n i a r a v e s t e



Última edição por Niara A. Kijani Odion em Dom Ago 20, 2017 10:47 pm, editado 1 vez(es)
Localização : Londres

Ver perfil do usuário
avatar
Bruxos Maiores de Idade

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Aalyah M. Kantayeni Odion em Dom Ago 20, 2017 10:31 pm

New Life
Tell me that you love me


-N
ão quero vantagem, você sabe que eu sou competitiva!- Esbocei um sorriso estranho para disfarçar o incomodo de toda aquela situação. Ver Niara pagando as coisas para mim era quase um decreto de morte, era a minha incapacidade declarada. Nessas questões, sempre lhe dei tudo, o dinheiro de Ni era para bancar seus luxos e ela não poupava.

-Sim, tudo! -Reforcei minha pergunta e ela saiu do ar por alguns minutos. -Oui, le foyer!- Eu andava evitando falar o nosso dialeto o máximo que podia, ele estava me trazendo péssimas recordações, as dos últimos tempos. Incrivelmente, saiu tão espontâneo e leve, como se eu anda estivesse no Benin, feliz, casada, em alguma aventura com Ni ou apenas em nossa casa, curtindo uma a outra, sem mortes, sem dor, sem sofrimentos. -Preciso te contar algo- Retiro um pergaminho enrolado de dentro de meu tênis cano no longo e passo para ela ler.

Queria Lika,

Cuidado! Amal e seus comparsas estão atrás de ti incansavelmente e determinados a te tirar a vida. Fica salva, anseio te abraçar novamente, minha guerreira! Te amo, L.M.


-Não quero preocupa ninguém, mas acho justo que saiba.Recebi da coruja do Liki tem dois dias. -Suspiro.- Preciso te ajudar o mais rápido que eu puder! Ele vai me achar! Ele sempre me acha! -O garçom vem nos avisar que as pizzas estão prontas. Faço um gesto com a cabeça de 'vamos' para Niara e voltamos para a mesa.



Aalyah Veste






# NIARA... HOME... LONDON

JUST BE STRONG.


Aalyah Dulane Makini Kantayeni Odion
I'M BRINGIN' SEXY BACK!
Idade : 26

Localização : London

Ver perfil do usuário
avatar
Bruxos Maiores de Idade

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Conteúdo patrocinado
Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum