Instituto Durmstrang
É necessário estar cadastrado para ver as informações contidas no forum. Lembre-se de usar nome e sobrenome se quiser ter a conta ativada, não ativaremos nomes comuns utilizados por Hacker. Exemplo: "Barum" "Hakye" e por ai vai. Bem vindos.

[FP] Saekki Hyung

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[FP] Saekki Hyung

Mensagem por Saekki Hyung em Dom Mar 19, 2017 2:28 pm

Saekki Hyung
20 — Mercenário — Bruxo — Woo Ji Ho (Zico/Nagseo)

DADOS IMPORTANTES
Cargo desejado » Mercenário

País atual » Daegu, South Korea

Habilidades » N/A

DESCRICÕES
Descricão psicológica » Sérios distúrbios psicológicos são a única coisa que as pessoas encontram dentro de sua mente, além de um desejo incontrolável de causar dor ás outras pessoas. Não tem lealdade com ninguém, e se esforça ao máximo para que ninguém se aproxime muito de si. Depois de seu "Renascimento", ele foca apenas em trilhar seu próprio caminho de vingança secreto, nutrindo o ódio que passou a ter daqueles que estão no poder.

Biografía » Ninguém sabe a história correta do Hyung perdido. Sabem que ele veio de Daegu, e até isso é apenas uma suposição. É um coreano que anda sozinho, sempre com o tórax nú, uma calça de couro preto rasgada em vários pontos e uma bota muito velha. No entanto, sua aparência peculiar não condiz com o seu comportamento extremamente agressivo.
A lenda em Daegu é que Saekki Hyung mata outros bruxos que cruzam seu caminho. E de uma forma pouco usada entre bruxos... Ele os corta em pedaços, sem magia.
Apesar de parecer brutal, alguns dizem que é pela sua inexperiência em magia. Dizem que ele não cresceu educado magicamente, e que sua varinha era na verdade de seu pai, quem ele também matou. As magias que ele sabe, ele aprendeu observando outras pessoas fazendo, e aprendeu os movimentos, a entonação. De fato, as histórias concordam que sua maior arma, além da sua faca brilhante, é a sua aparatação. De acordo com os moradores de Daegu, dizem que ele consegue aparatar e desaparatar tão rápido que, num piscar de olhos, ele pode matar um esquadrão de aurores inteiro.
O que é certo é que Saekki Hyung passou por um "renascimento", de acordo com uma carta deixada com uma das vítimas. Ele diz claramente que "sua alma morreu junto com seus amigos e parceiros, que morreram pela incompetência daqueles que estão no poder". Por isso que aqueles que vivem em Daegu dizem que ele busca vingança contra o governo bruxo em si, e que as pessoas que ele mata tem alguma conexão com o Ministro. Mesmo assim, até pessoas inocentes trancam suas janelas e portas, e rezam para seus deuses quando a noite cai, pois sabem que podem acordar olhando nos olhos sem vida do Hyung.
Se a lenda é verdade?
Se ele realmente é tão perigoso quanto dizem?
O Assassino de Daegu é real?
Vocês estão prestes a descobrir.

TESTE DE AÇÃO
Descrição » É preciso que você narre o seu personagem no cargo desejado, minimo de 20 linhas.

DARK WIZARD:
MISSÃO ESCOLHIDA

△ Missão 3 » Duelo: Um auror detetive encontrou nosso esconderijo enquanto você estava vigiando. Antes que ele aparate, você o alcança e ambos param em uma floresta. Você não pode deixar que ele saia dali com vida! Narre tudo, desde a sua descoberta do auror, depois todo o duelo e então seu regresso ao esconderijo. Seja razoável no duelo!

O Assassino de Daegu tocou com a sua varinha na pedra, entre o nó de um bloco de concreto e outro. Como se fosse feito de areia, o concreto começou a dissolver-se na sua frente, até que uma passagem abriu-se, um corredor escuro, sem luz alguma estendia-se para dentro da grande ponte de Daegu, e aparentemente descendo.
Ele não disse uma palavra, mas uma pequena bolinha de luz apareceu na ponta de sua varinha, iluminando as escadas mal-feitas e o teto rústico de pedra. Claramente era uma passagem feita por ele mesmo, ou por alguém com tanta experiência em passagens secretas quanto ele, mas servia como um ótimo esconderijo. Ele entrou na escuridão, descendo as escadas lentamente.
Depois de quase um minuto, as escadas terminaram em uma porta lustrosa de madeira, com um símbolo estranho marcado na maçaneta. O antigo brasão de sua família. Ele não tinha tido coragem de tirar aquele símbolo ainda. Era como uma cicatriz. Ele tinha como cuidar e tirar, mas era um símbolo de uma vida. Uma marca, lembrando-o constantemente de que nem sempre ele tinha sido o monstro que se tornara. Ele sacudiu a cabeça violentamente, interrompendo o fluxo de pensamentos, e abriu a porta.
A luz inundou o corredor atrás de si, revelando um aposento único com várias pinturas na parede, telas quebradas, instrumentos que nunca mais seriam tocados e outros objetos que não podiam ser decifrados. A cama era a única coisa que estava inteira, bem no meio do aposento, e foi nela que o homem sentou enquanto tirava do bolso da calça uma faca, prateada, sua lâmina manchada de sangue escarlate.
- Mais um. - Ele sussurrou, enquanto limpava a lâmina no lençol da cama. Era um trabalho monótono, mas ele fazia aquilo a muito tempo já. Era um ritual. Purificava a sua alma. Tirar a mancha da faca ao mesmo tempo tirava a mancha de sua alma renascida.
Um barulho curioso invadiu seus ouvidos, e ele imediatamente parou o que estava fazendo. Fora sutil. Baixo, muito baixo. Um passo leve e treinado para não fazer barulho, para não assustar as presas. Mas ele não era presa alguma, era um caçador. O melhor caçador de Daegu.
Como se fosse uma cobra, Hyung rapidamente se esgueirou para o lado da porta, com a faca preparada na mão esquerda e a varinha na mão direita, como era de praxe.
Outro passo. Mais próximo. E mais um. Ele podia ouvir a respiração suave e contida do caçador-presa. Ele estava eufórico. Hyung também. Um sorriso dançava em seus lábios.
A porta de repente voou pela sala após uma explosão, atingindo seus quadros no fundo da sala. Logo na sequência, uma figura de sobretudo cinza e chapéu entrou pelo portal, com a mão da varinha estendida. Uma má ideia.
Com um rosnado, Hyung desceu a faca contra o braço do homem. Atravessou seu bíceps por inteiro, a ponta da faca aparecendo do outro lado da carne. O homem gritou de dor, mas não teve muito tempo para pensar, pois o assassino pulou sobre ele, mordendo seu ombro violentamente. O gosto do sangue invadiu sua boca, doce e ferroso. Com uma sacudidela violenta da cabeça, Hyung arrancou um naco de carne do auror e o cuspiu fora. Imediatamente, o auror deu-lhe um soco no queixo, jogando o homem no chão por breves segundos, e levantou-se, completamente ensanguentado, correndo corredor acima, chorando de dor.
- NÃO ADIANTA SE ESCONDER! - Gritou Hyung, voando pelo portal enquanto ia atrás do auror.
Ele podia sentir o cheiro do sangue, sujando as escadas, enquanto ia atrás do auror invasor. Não podia deixá-lo escapar. Ele sabia onde era seu santuário. Tinha destruído seus quadros, que pintara com tanto afinco. Ele pagaria pelo que fez. Com sangue.
O auror alcançou o final do túnel, lançando-se para fora desesperadamente, Hyung no seu encalço. O homem segurava a varinha, e preparou o corpo de um jeito que o assassino já conhecia perfeitamente.
- Confundus! - Gritou Hyung, e o feitiço atingiu o homem antes que ele pudesse terminar de tentar aparatar. Ele apenas rodopiou onde estava e caiu no chão.
O assassino alcançou o auror caído, olhando ao redor. Estavam na floresta, logo ao lado da ponte. Não era bem uma floresta, mas as altas árvores tornavam fácil a tarefa de perder-se por ali.
- Olhe as estrelas, auror. A lua clama por seu sangue mentiroso e sujo.
Um clarão atingiu em cheio o peito do homem, jogando Hyung para trás, de costas no chão. Apesar da dor, ele começou a rir.
- Eu vou... Matar... Você.
Outro clarão avançou em sua direção, mas dessa vez ele foi mais rápido. Usando da versão não-verbal do Protego, ele conseguiu rebater a azaração do auror enquanto punha-se de pé, rodando sua faca entre os dedos.
Agora estavam frente a frente, o inimigo completamente empapado de sangue. Mesmo assim, ele foi o primeiro a atacar.
Aquilo já acontecera tantas vezes que tornara-se um padrão para o Hyung. Ele não se incomodava em bloquear os feitiços dos inimigos com magia, não tinha tempo pra isso. Ao invés disso, usou Avis, e o feitiço do inimigo atingiu uma das aves que apareceram na direção do feitiço. Outra azaração, e mais um bloqueio simples. O auror começou a enfurecer-se, lançando feitiços muito mais rapidamente, forçando o assassino a usar de sua especialidade. Hyung aparatava de onde estava e aparecia fora da mira do feitiço, bloqueava, aparatava novamente, enquanto observava, aprendia, lia. Via. Sentia.
Até que seus olhos treinados viram o que precisava. Uma hesitação. Uma fração de segundos que ele perdia ao lançar o clarão vermelho que fazia desmaiar. Uma demora de meio segundo a mais que os outros feitiços, por questão de concentração. Mas meio segundo era tudo que ele precisava. Era mais do que o suficiente.
Ele aparatou e bloqueou mais algumas vezes, mantendo a respiração calma. Precisava estar pronto. E outra vez, ele hesitou. Assim que ele o fez, Hyung aparatou imediatamente, mas dessa vez o "crack" foi ouvido imediatamente atrás do auror, que arregalou os olhos ao perceber que era tarde.
A faca atravessou a nuca do homem, sua ponta aparecendo pelo seu pomo de adão, do outro lado. Suas pernas imediatamente dobraram, sem energia ou estímulo cerebral para continuarem firmes. A varinha caiu de suas mãos.
- Duzentos e noventa e oito. - Sussurrou o Assassino de Daegu para sua mais nova vítima, antes de tirar com violência a faca do corpo morto, que caiu de forma pesada no chão.
Hyung limpou a faca na roupa do auror insolente, deixando-a brilhante quando exposta a luz da lua, e sorriu. Hoje fora um dia muito bom. Não tinha nada melhor do que caçar um caçador.
avatar
Mercenários

Contato
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [FP] Saekki Hyung

Mensagem por Samantha Volkova Rousseal em Ter Mar 21, 2017 2:00 pm

Ficha aceita


samanthavolkovarousseal
 ރ Red wine drip, we'll talk that trash
russianbeauty...femmefatale
avatar
Diretor St. Oslavk


Registro Bruxo
Casa: Haus Feue
Habilidade: Não Possui
Galeões: 66.845
Contato
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum